Ode ao Prelúdio


Pessoas aleatórias.
05/12/2009, 2:56 AM
Filed under: Reflexões noturnas, Vendo produto que não consumo

Já faz tempo que não te conheço
E por isso tomo a liberdade de te escrever
Quem diria ser personagem.
Sem querer.
Ter talento e não ter como mostrar
Ou ser uma beleza estática
Modificada em fotos desiguais.
Tenho a ligação do teu teatro
da biblioteca e Caetano,
Quando comentarem ao meu lado
Qualquer assunto que os carregue
Saiba que lembrarei da tua imagem
Estática, sem ser nada,
Ser alguém d’outro lado
D’outro mundo qual a qual não caibo
Ser
E você aqui personagem irreal
Sem defeitos ou qualidades
Ser só novidades,
Pra mim é sempre o que é,
A cada boa noite sem compromisso
Não saber quem ou como é que me inspira
Escrevo a uma personagem imaginaria em mim
Que fim há de ter tua personagem real?

Danilo Tavares

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: