Ode ao Prelúdio


o “dia” que voltei a ter pesadelos.

É inevitável que as coisas mudem, mas assim?
São 2:38 da manhã, fui dormir as 22:30, acho que consegui pegar no sono lá pela 00:00, acordei a 00:30 com o “Fejão” me ligando acho que fiquei entre silenciar ou não atender, não é por mal, gosto muito dos meus amigos mas hoje eu precisava dormir, faz um bom tempo que não durmo bem e fiquei tão mal depois que desliguei sem falar com ele, na minha cabeça já haviam várias neuras que tenho carregado não sei de onde e nem sei como começaram a existir em mim, minha mente sempre me diz – Você mora longe e é mais fácil ir até todos – quando na realidade o caminho que percorro até todo mundo é o mesmo até minha casa, falando metafóricamente ou não. Sinto falta disso pra mim, talvez eu tenha valorizado demais coisas que são simples na vida e com isso esquecendo que existe um valor pra mim, que graças as idéias dos seres humanos e a modéstia que criamos para não sermos egocêntricos não consigo me dar, isso não me impede de saber o valor que tenho e guardar isso pra mim sem dividir com ninguém nunca, mas não há como viver em paz com sua consciência achando que você mente para seus sentimentos, assim haverá sempre a necessidade de receber essa visão de valores pessoais do que faço e/ou sou, de alguém que não sou eu. Esse é outro motivo de eu quase não divulgar esse blog, gosto do fato das pessoas me acharem seja como for, só digo que ele existe para pessoas que realmente gosto ou as quais me identifiquei em algum momento, o que não quer dizer que essa identificação possa servir pra sempre afinal nada é pra sempre e aí está o que me aflige.

Faz algumas semanas que tenho me sentido efusivo demais em demonstrar minha alegria por alguns amigos que parecem estar vivendo um outro mundo onde as novidades são mais atrativas e realmente tenho medo de “perde-las” pela primeira vez na minha vida tenho me preocupado em não querer ser passado na vida presente de amigos, talvez isso seja um contraponto de ter descobrido que há sim como haver amizade entre pessoas que já namoraram ou pessoas que se odiavam e riem desse passado juntas sem faltar assunto pro agora. Quando digo de novidades não é um ciúme por outras amizades e sim um não saber meu lugar e por isso estar sempre entre todos mas sozinho, muitas vezes olhando pra mim mesmo, observando os cadarços do meu tênis num momento individualista ou podemos chamar de “envergonhado” como alguém que vai a festa pelo aniversariante e não tem jeito nenhum de puxar assunto com os outros convidados.

Acho que tenho um milhão de motivo pra ter largado o emprego e ter me aventurado na vida que levo agora, mas o que me envolve mais nisso tudo além da dedicação a música e aos textos sem perder a saúde me estressando com problemas comerciais que não me dizem nada a respeito, foi poder ter tempo pra me dedicar a quem eu amo. Sinto-me vivo e feliz, como se essa fosse a necessidade da vida e realmente enxergando ela ao invés de achar isso mas viver no mundo “tenho que…” sinto-me evoluindo de um jeito totalmente paralelo aos amigos, fico feliz em enxergar a vitória de todos e poder ver de perto a conquista de muitos ou pelo menos suas pequenas batalhas que enquanto não acabam parecem gigantes e concordo e apóio, porque sinto algo que me faz bem e chamam isso de orgulho.

A minha realidade hoje é que NÃO consigo trabalhar além do necessário pra ganhar o que preciso, as vezes me sinto um banana por ver que não almejo nada muito grande e tudo parece ser meio momentâneo. Minha mente não deixa e meu corpo ajuda e assim continuo.

Minhas maiores felicidades esse ano foram ganhar cartazes dos meus sobrinhos no meu aniversário, descobrir que caso a Fernanda não possa buscar a Duda na escolinha, sou o responsável direto e me sinto muito, muito, muito feliz em me responsabilizar pelos meus sobrinhos, mesmo que minha responsabilidade não seja assim tão grande. Foi a Ciça tirar P (10) e vir me mostrar toda orgulhosa, pq no meio do ano tinha S em matéria que ela é muito boa, mas relaxou.rs A Tay que parece estar tomando jeito e estamos conversando cada vez mais , Gabi que deu um susto gigante na gente a poucos dias quase me deixando mais torto do que tô, mas continua inteligente e carinhosa como sempre e no final tudo não passou de um susto. o Doug que veio com tudo S (ou 5.rs) no boletim mas disse que vai se empenhar e fazer igual a Ciça, a Duda que hoje fez manha pra eu não sair nem subir pra ver o filme porque queria ficar sentada comigo no quintal vendo minha mãe tirar as minhocas do canteiro.

Escrevo, escrevo e penso que as vezes alguns textos parecem uma super venda de COMO O DANILO ADORA SEUS SOBRINHOS, penso em apagar, mas não faço isso porque é real, é a realidade que vivo, dentre essas alegrias existem outras que não são só minhas como o maior exemplo que foi o fim do TCC da Pri, Carina, Marília e Yumi, ver que elas parecem todas muito mais leves, principalmente a pri que é muito especial… Falo bastante dela aqui mas, deixo claro que é só uma grande amiga de quem aprendi a gostar de uma forma indescritível e é claro que é uma das pessoas que mais tenho medo de perder do meu dia-a-dia.

Todos esses assuntos me colocaram as 3:29 da manhã terminando um texto falando sobre toda a minha realidade acordado, meus medos e minhas alegrias, tudo porque tive um pesadelo que me fez sentir intensamente tudo isso, o medo de perder pessoas que amo, ter a sensação de mãos atadas e lembrar que nem todo mundo tem o mesmo pensamento sobre o que é certo. Acordei chorando e rezando do meu jeito depois de tantos anos sem rezar, depois de tanto tempo sem acordar desesperado, depois de tanto tempo voltar a não dormir.
São 3:35, meu texto acaba aqui e o meu sono ainda não chegou.

Danilo Tavares

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: