Ode ao Prelúdio


sobre Plantas e Homens
26/01/2010, 3:39 AM
Filed under: Reflexões noturnas | Tags: , , , , , , ,

A planta que cria raízes ama tua terra e renasce toda vez que derrubada. Aprende a se multiplicar aonde está, qualquer vento lhe ajuda a produzir novas grãos de esperança ao seu redor, onde deposita amor e confiança, acreditando que um dia quando não puder mais lutar pelo que ama, quando tiver atingido o seu limite do céu, aqueles que criou lutarão com o amor que deixara de herança e saberão o que fazer, não tendo a mínima consciência de que existe outra opção.
A Planta que vive em vaso, poderá ser sempre transportada, Conhecerá um mundo novo além da que uma visão enraizada permite, viajará o mundo aproveitando de novos ventos e desejando ventanias que levem suas crias para outros solos, um dia quando muito cansado de viajar multiplicando-se, morrerá em uma terra que desejou ficar e criar raízes, fincada em seu vaso num terreno qualquer em que criou afeição e não desejava mais deixar, sabe-se lá quanto tempo dura após tanta viagem.
A realidade é que há sim a possibilidade de nascer no lugar que ama ou descobrir que um pé de vento mais forte ou um pássaro intrometido te desviou do caminho.
Já o homem ao nascer tem sua única raiz real cortada, depois tudo vira metáfora, dia a dia e seja o que seu Deus quiser.

Danilo Tavares

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

uma rajada de vento e tudo muda.
o bom mesmo é ter os pés na terra e a cabeça no ar. a cada sopro, pensamento frutificar…

Comentário por Roberta




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: