Ode ao Prelúdio


Nada tenho, tudo desdenho.
27/01/2010, 3:57 AM
Filed under: Reflexões noturnas | Tags: , ,

Se tivesse visto teu anúncio antes,
Teria te comprado e levado pra casa
Não te amo, mas te guardo pois exala um perfume bom
Gaveta de meias não, talvez sala, ao lado da TV
É linda mas não me tira a atenção,
Se passasse por mim cem vezes por dia
Talvez me convenceria que é comum
Mas mesmo não querendo,
Sem querer te desejo
Como nada em tempo
Querendo e não querendo
Confuso procurando
Perco.
No fim não sei se foi ou se ficou, sumiu ou o que foi,
Acaba e tenho um zero
Acreditando poder colocar na fila dos outros dois dos teus cem,
Que agora é sonho, passado, birra de menina,
Quando a gente não sabe o que quer,
Nada é muita coisa
Tudo é dúvida.

Danilo Tavares

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: