Ode ao Prelúdio


ouvido
02/03/2010, 4:55 AM
Filed under: Reflexões noturnas

Mesmo usando meus ouvidos, acredita que não sou confiável,
Fala pra mim como se quisesse falar para o mundo o que sentes,
Incrívelmente, anda na rua como se todos soubessem do teu sofrimento
Mal sabe que para os outros, me calo
Te ouço e finjo casos que pareçam com os teus
Sei que achando que espalho segredos, vai continuar a se abrir comigo.
Tenho receio de sentir tua dor quando souber que todos teus segredos são nossos
E tuas lágrimas são segredos meus, que nem você nota que deixou escapar
Tenho tantas expressões suas guardadas na memória que me sinto privilegiado,
Conheço mais tuas reações que você mesma e guardo tudo pra mim,
Assim a gente se entende. Minta que não é isso que quer e eu minto também
A única forma do ser humano se entender é dessa, da outra chateia.
A verdade é que nem eu sei, se é que sei alguma coisa.
Seu medo de gritar ao mundo o que sussurra pra mim não te dá chance alguma de ser feliz,
Te conduzir a minha felicidade é mais fácil, mas não o faço,
Continuo ouvindo, sei lá até quando…
O que me falta é coragem de ser curto e grosso
Dizendo “TOMA CORAGEM!” pra mim mesmo quando na realidade
Serve bem mais pra você.

Danilo Tavares

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

segredos…

Comentário por Natame




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: