Ode ao Prelúdio


A resolução dos problemas é um problema
13/04/2010, 6:48 PM
Filed under: Cartas

Acompanharia você até os seus compromissos
Mas como são seus eu prefiro não fazer deles meus
Mesmo que eu queira muito que seus quereres sejam meus também
É de um egoísmo nato dizer isso e amar é bem isso
Só que a gente não assume, até acabar
Bom, não acabou, sabemos que vai acabar, é fato, pelo menos por enquanto
E me dou a liberdade de citar dessa forma a outra parte
A que se sente só, afinal há também a outra parte
O amor é equilibrado entre os extremos, mas foda-se
O importante é que:
Não fui ao teus compromissos
Por isso a gente trocou de caminhos
Eu vi gente bonita, você também
E mesmo tendo ganhado um sorriso de um rosto com corpo bonito
A minha maldita cabeça concordava com o bendito coração
Que era só a tua maldita boca que eu queria
Só o teu maldito corpo que eu queria
E no fim, fechei a cara, fingi estar bravo
A chance se foi
E será assim durante todos os tempos que vierem
A chance da importância dos compromissos
Não foi vivida a tempo de sabermos o verdadeiro valor de tudo,
Sendo que pra mim
O valor de tudo é mínimo
Já que já sei o valor que tem nos meus dias
É você quem conduz minha felicidade,
E é você quem quero como todas minhas chances de ser feliz.

Danilo Tavares

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

Eu simplesmente adoooooooooroooooooo seus textos. Tão cheios de verdade, tão cheios de paixão.
Simplesmente lindos!

bjo

Comentário por Camila Gambeta




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: